Cidadão SP
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • /governosp
  • |
  • Fonte +
  • Fonte -
  • /governosp
  • Informar erro
alt da foto

Abertura

12 Mar / 18:00

Visitação

12 Mar - 12 Mar

Eventos passados
voltar

Lançamento do Livro “Paris Por Um Triz” de Adão Iturrusgarai

Esta ação faz parte da programação paralela da exposição Máscaras: Fetiches e Fantasmagorias. Data: 12.03, 18h às 20h Local: Atividade Presencial - Espaço Expositivo Paço das Artes Ingres

Data: 12.03, 18h às 20h 

Local: Espaço Expositivo Paço das Artes

Ingresso: Gratuito  

Classificação: Livre  

Capa do livro "Paris por um triz"

Abertura

12 Mar / 18:00

Visitação

12 Mar - 12 Mar

Eventos passados
voltar

sobre o evento

Sinopse 

As aventuras de Adão Iturrusgarai em Paris nos anos noventa, que foram narradas por mais de dois anos na newsletter semanal do autor, Correio Elegante, viraram um livro: PARIS POR UM TRIZ. É uma autobiografia, com pitadas de ficção e conta as inúmeras tentativas do autor para publicar seus cartuns e histórias em quadrinhos nas revistas e nos jornais franceses. Nas 264 páginas você vai se deparar com as euforias e desilusões que “Adaô” passou na Cidade Luz. E claro, não poderiam faltar os encontros amorosos ou os desencontros, para infelicidade total do protagonista. 

Sobre o artista 

Adão Iturrusgarai é cartunista, humorista, escritor e artista visual brasileiro vivendo atualmente na Argentina. Desde 1996, publica uma tira diária no jornal Folha de São Paulo, um dos mais importantes do Brasil. Publica também no Le Monde Diplomatique e Revista Fierro na Argentina. Foi roteirista de humor para vários programas de televisão da Rede Globo como Casseta & Planeta e  TV ColOsso. Seus trabalhos foram publicados em dezenas de revistas do Brasil e do mundo como: Playboy, Sexy, Super Interessante, Internazionale, entre outras. Tem mais de uma dezena de livros publicados com seus desenhos traduzidos para o inglês, espanhol, francês, italiano e alemão. Seus personagens “Rocky & Hudson”, os caubois gays foram criados mais de uma década antes do filme Brokeback Mountain. Alguns de seus trabalhos foram adaptados para animação e live action para televisão. 
Desde 2016 começa a trabalhar mais intensamente na produção de fine artes. Sua primeira individual foi na Embaixada do Brasil em Bruxelas em setembro de 2017. 
Em 2018 participou de uma exposição coletiva na galeria Sankowsky em São Paulo. 
Em março de 2019 expôs suas pinturas e objetos no Museu do Trabalho em Porto Alegre, sua primeira individual no Brasil.

visitação

abertura