alt da foto

Início

21 Nov / 19:00

Período

21 Nov - 30 Nov

Cursos futuros
voltar

Agnès Varda, entre a ficção e o documentário

Curso on-line

21, 23, 28 e 30 de novembro, terças e quintas, das 19h às 21h 

Local: As aulas acontecem on-line, ao vivo (pelo Zoom), e a gravação pode ser acessada por até uma semana após o último encontro, mediante solicitação. 

Valor: R$ 135,00 

INSCREVA-SE

Início

21 Nov / 19:00

Período

21 Nov - 30 Nov

Cursos futuros
voltar

sobre o curso

Numa jornada pelas maiores vanguardas do cinema, vamos trilhar os passos das chamadas vertentes do maior movimento europeu da segunda metade do século XX e como a cineasta Agnès Varda, uma das cofundadoras do movimento, destacou-se de seus pares e continuou a inovar e a nortear algumas das maiores criatividades do século XXI. Passearemos por clássicos fundamentais, como “La Pointe Courte”, à sua consagração dentro e fora do movimento, com obras como “Cleo de 5 às 7”, “As duas faces da felicidade” e “Uma canta, a outra não”.  

Aula 1 | Precursora da Nouvelle Vague: como a diretora antecipou a linguagem do famoso movimento de cinema e começou a fundir a ficção com o documentário. Os diálogos com os colegas de movimento, inclusive com o marido Jacques Demy.  
Filmes sugeridos: “La Pointe Courte”, “Cléo de 5 às 7” e “As duas faces da felicidade”.  

Aula 2 | Seus trabalhos em curta-metragem: a liberdade autoral como resistência de revoluções sociais, identitárias e estéticas ante a Era de Ouro de Hollywood e o “male gaze”.  
Filmes sugeridos: “A Ópera-Mouffe”, “Resposta das mulheres: nosso corpo, nosso sexo”, “Saudações, cubanos!”, “Os panteras negras” e “Ulisses”.  

Aula 3 | Os longas-metragens de ficção que desafiam a metalinguagem: modos de ver e de contar a história a partir do ensaio e fora do eixo narrativo hegemônico.  
Filmes sugeridos: “Uma canta, a outra não”, “Renegados” e “Jacquot de Nantes”. 

Aula 4 | Os documentários ensaísticos: como o eu lírico modifica os caminhos do fazer fílmico e acrescenta as memórias pessoais à fabulação do porvir.  
Filmes sugeridos: “Os catadores e eu”, “As praias de Agnès” e “Faces, places”. 

Sobre o professor 
Filippo Pitanga
é pesquisador de cinema, advogado e jornalista, natural do Rio de Janeiro. Mestrando em Comunicação/Cultura pela ECO-UFRJ e pós-graduado em Cinema pela Estácio de Sá. Professor de Cinema na Academia Internacional de Cinema do Rio de Janeiro. Membro da FIPRESCI, SOCINE e Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro. Cofundador da ABRAFAN e membro da FANTLATAM. Diretor e curador do CineFantasy – IFFF e do Festival Internacional Colaborativo de Audiovisual – FICA.VC. Colunista, autor de "Lágrimas entre caixas" e comentarista convidado em diversas mídias. Participante de júris em festivais nacionais e internacionais, curador e produtor de mostras como Centenário Ingmar Bergman, 80 Anos de Leon Hirszman e 60 Anos de Carreira de Helena Ignez. 

INSCREVA-SE

período

De 21 de novembro a 30 de novembro de 2023

início

21 de novembro - 19:00 horas

Este site utiliza um conjunto de cookies para melhorar a navegação.
Ao continuar navegando, você concorda com a nossa política de privacidade.

Para mais informações clique aqui.

Aceitar todos os cookies