Busca
Procure por artistas,
obras ou exposições
Paço das Artes
Av. Europa 158
Jardim Europa
CEP 01449-000
São Paulo/SP, Brasil
T 11 2117 4777 r. 413/414

Temporada de
Projetos

Temporada 2018

Do Silêncio à Memória

Juliana Caffé

ABERTURA
14 novembro, 2018 - 19h00
VISITAÇÃO
de 14 de novembro de 2018 a 20 de janeiro de 2019
Paço das Artes no MIS | Grátis
ARTISTAS PARTICIPANTES
Clara Ianni, E.D.E.L.O, Explode!, Grada Kilomba, Iván Argote , Jaider Esbell , Victor Leguy

Clara Ianni

São Paulo/Brasil, 1987
Vive e trabalha em São Paulo
Artista plástica formada pela ECA-USP. Entre 2008 e 2009 realizou intercâmbio na Université Paris 8, tendo atuado nesse período como assistente do curador-chefe do Departamento de Artes Gráficas do Museu do Louvre. Em 2010, foi residente da Casa Tomada, –em São Paulo. Atualmente participa da Bolsa Pampulha, em Belo Horizonte.

Explode!

Plataforma representada por Cláudio Bueno e João Simões
.
Explode! é uma plataforma de pesquisa que investiga e experimenta noções de gênero, raça e classe. Atua junto a uma rede nacional e internacional liderada pelo artista multimídia Cláudio Bueno e o curador de cultura e arte preta João Simões. Dentre as principais atividades realizadas estão uma série de encontros, espetáculos musicais, residências, performances, vogue balls e outros eventos. A reunião dos registros em foto e vídeo das atividades do Explode! constitui uma memória visual explosiva de práticas artísticas e culturais socialmente percebidas como periféricas.

Iván Argote

Bogotá/Colômbia, 1983
Vive entre Bogotá e Paris
Argote trabalha explorando a relação entre a história, a política e a construção das nossas próprias subjetividades. Seus filmes, esculturas, colagens e instalações em espaços públicos geram questões sobre como nos relacionamos com os outros, com o estado, com o patrimônio e com as tradições. As obras do artista colombiano são críticas, às vezes contra o establishment, e lidam com a ideia de trazer afetos para a política.

Victor Leguy

São Paulo/Brasil, 1979
Vive e trabalha em São Paulo, Brasil
Victor Leguy é natural de São Paulo (SP, 1979). Formou-se em desenho industrial e artes visuais pela faculdade Mackenzie (SP, 2003). Participa de mostras no Brasil e no exterior, incluindo uma individual no Museu de Arte de Ribeirão Preto (SP, 2014) e as coletivas SideShow, no Heiska Cultural Centre (Finlândia, 2013), 38º Salão Contemporâneo de Artes de Ribeirão Preto (SP, 2013), What kind of “real”, na Albemarle Galerry (Inglaterra, 2012), entre outras. Fez as residências artísticas Arteles Residency (Filândia, 2013) e Halka Art Project (Turquia, 2012).

E.D.E.L.O

San Cristóbal de las Casas/México, 2009
O coletivo atua no México
E.D.E.L.O (En Donde Era la ONU ou Where the United Nations Used to Be) é um espaço de arte experimental fundado pelos artistas Caleb Duarte e Mia Eve Rollow em 2009, em San Cristóbal de las Casas, em Chiapas, no México. A iniciativa partiu da ocupação do local, onde antes funcionavam escritórios da ONU, por uma comunidade indígena local que protestava contra o deslocamento forçado de suas casas. Após três meses a ONU desistiu de retomar o espaço e o E.D.E.L.O nasceu como um projeto em favor da arte como um veículo capaz de instigar transformações sociais.

Grada Kilomba

Lisboa/Portugal, 1968
Vive e trabalha em Berlim, Alemanha
O trabalho de Grada Kilomba parte da memória e do trauma para abordar questões de raça e gênero, e é especialmente conhecido por criar um espaço híbrido entre a linguagem acadêmica e a artística. A partir de uma variedade de formatos, desde a escrita até a encenação de seus textos, assim como instalações de vídeo e performances, a artista cria o que ela chama de “performance do conhecimento”. Em Plantation Memories, Kilomba expõe a violência e o trauma diário vividos por vítimas de preconceito e racismo a partir da leitura cênica de trechos de seu livro, de mesmo título, que reúne uma compilação de histórias psicanalíticas curtas.

Jaider Esbell

Roraima/Brasil, 1979
Vive e trabalha em Boa Vista, Roraima
Jaider Esbell é artista, ativista, escritor e produtor cultural indígena da etnia Makuxi. It Was Amazon / Era Uma Vez Amazônia - Arte com prioridade é um projeto itinerante de Esbell, que constitui 17 obras em desenho e performances que partem de um olhar indígena sobre questões referentes a floresta e a cultura amazônica para questionar a relação da sociedade brasileira com um dos bens naturais mais importantes do mundo. Desde julho de 2016, o artista vem percorrendo todos os estados brasileiros a fim de levar o projeto até comunidades tradicionais como aldeias indígenas, quilombos e zonas rurais mais remotas. Nas palavras de Esbell, “destruir o equilíbrio natural nessa região estratégica é uma espécie de suicídio coletivo consciente”.
REALIZAÇÃO

Realização
Fale Conosco | Mapa do Site | Ouvidoria | Transparência | Trabalhe Conosco Design ps.2 | Tecnologia ps.2wcms